Tosa-Inu

O Tosa-Inu ou Tosa-Ken impressiona principalmente pelo seu visual físico extremamente atlético e rustico. É um cão sério, com rosto muito expressivo e marcado por rugas. O seu corpo é muito bem formado e musculoso. Possui uma cabeça grande, quadrada e enrugada,  maxilar forte, peito largo e ossos pesados. Os Tosas tradicionais machos podem variar seu peso de 45kg até 90kg, separados por 4 classificações de peso no Japão, já as fêmeas variam de 45kg até 72kg. Normalmente os Tosas também aparentam uma excelente definição muscular.

Podem manter uma excelente forma sem necessidade de exercícios intensos e sem necessidade de muito espaço. Pois, apesar do tamanho são muito bem adaptados a espaços menores, uma herança característica do seu pais de origem o Japão. Logicamente a criação adequada para qualquer cão de grande porte é o ambiente externo, mas no caso dos Tosas eles podem sim ter qualidade de vida em ambientes mais restritivos de espaço, desde que tenham a atenção necessária e exercícios físicos diários.

É reconhecido e utilizado como um excelente cão de guarda, capaz de qualquer coisa para defender seu território. A sua tendência para guarda é natural e se desenvolve mais com a maturidade plena atingida aos 4 anos.

Trata-se também de um animal extremamente silencioso e calmo no convívio diário, aliais uma característica da maioria das raças japonesas.

Os Tosas são excelentes como guardiões de grandes e pequenas propriedades, bem como também socializáveis com crianças e visitantes.


O Passado do Tosa-Inu

A luta de cães é por séculos um
esporte muito popular no Japão. As regras da luta desenvolvida com o Tosa foram desenvolvidas para testar a coragem, disposição, técnica e força. Sendo bastante similar a luta do Sumô. A influência das vestes utilizadas ao final dos combates para exibir o grande campeão também têm sua origem nas lutas de Sumô. Essas vestem podem custar até 30 mil dólares, são também utilizadas coleiras de duas pontas para exibir o Tosa e cordas feitas a mão. Assim como também o ranking dos lutadores, que quando avançam em seus duelos recebem o título de YOKOZUNAS.

A séculos atrás os japoneses usaram cães de várias regiões que eram também antepassados dos Akitas de hoje em dia, com objetivo de avaliar sua coragem e disposição. Essas lutas eram acompanhadas por guerreiros Samurais que observavam nesses combates conceitos de coragem para servir de inspiração nos seus treinamentos militares. Esses cães também caçavam e faziam a guarda do território e foram os percussores do Tosa-Inu da atualidade.


As lutas ocorrem em ringues redondos, com 10 pés de diâmetro e cercados por uma alta grade. Normalmente existem 2 juízes julgando a luta e 3 ou mais examinadores. O objetivo é que um Tosa tente retirar o outro oponente do ringue ou o faça desistir da luta. O tempo limite é de 30 minutos. O foco não é matar ou machucar gravemente o outro oponente, inclusive a agressividade sem técnica pode ser punida com a desclassificação. Quando escoriações mais sérias são identificadas, normalmente paralisam a luta e dão a vitória ao oponente.


A prioridade é preservar os cães o máximo possível. Apenas cães machos podem lutar. As fêmeas são utilizadas na guarda por muitos criadores.

Hoje o Tosa no Ocidente tem sido muito usado e reconhecido como um excelente protetor na guarda, demostrando coragem e desempenho impressionantes. Realizando essa função naturalmente e com muito equilíbrio.

Essas informações são baseadas na cultura japonesa a qual venera esses animais e preservam ao máximo esse símbolo da sua história.